Encontros Esportivos Aceesp & Comunique-se com Tiago Leifert

por Leonardo Vieira

O apresentador e editor-chefe da versão paulista do Globo Esporte, Tiago Leifert, foi o primeiro convidado do ciclo de Encontros Esportivos organizado entre a Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp) e o Comunique-se. O jornalista conversou com o público sobre passagens marcantes de sua trajetória profissional, sobretudo em relação ao sucesso do formato atual do Globo Esporte, comandado por ele desde janeiro de 2009.

Leifert transportou ao auditório da Aceesp toda a representatividade da desafiadora tarefa que tinha nas mãos. Após um período turbulento – todavia próspero – de dois anos como repórter do SporTV, recebeu a missão de criar novos quadros para o Globo Esporte, que mantinha uma fórmula engessada e via sua popularidade declinar ininterruptamente. Enquanto desenvolvia novas ideias para o programa, o então repórter foi comunicado que não seria responsável apenas pelos novos quadros, mas também por toda a edição do Globo Esporte. O prazo para dar certo? 4 de maio, o dia seguinte à final do Campeonato Paulista daquele ano.

Com cinco meses para mostrar que podia renovar o programa, Leifert adotou um sutil descompromisso com as velhas regras e priorizou o conceito de entretenimento para humanizar a atração. “Uma das primeiras coisas que fiz ao reestruturar o Globo Esporte foi valorizar mais o indivíduo, o personagem.” A aposta em figuras representativas e em um padrão de edição extremamente bem delineado formaram uma estrutura sólida que levou o público a se interessar novamente pelo Globo Esporte. “Eu queria contar uma boa história, dar mais ritmo à edição, mais emoção ao programa”.

Parecia simples, mas antes de ter o controle total da situação, o apresentador sentiu o peso atroz da responsabilidade de estar à frente do programa. “Eu levei muita porrada no começo. Não é fácil. A Globo não é um jet-ski, é um porta-aviões”. No entanto, Leifert estabilizou os controles e viu o Globo Esporte se aprumar gradualmente. No dia em que a reportagem da final do Paulistão de 2009 foi ao ar, o GE já havia retomado sua força perdida outrora, e o apresentador cumprira o acordo de colocar o programa novamente no topo.

A experiência bem-sucedida rendeu à Leifert um novo projeto, o Central da Copa, que obteve uma aceitação tão grande quanto à do Globo Esporte, além de ajudar a ampliar a legião de fãs admirados por seus trabalhos. Após os 20 longos meses à frente de um mais tradicionais programas da TV Globo, o apresentador aparenta estar tranquilo e convicto de ter cumprido sua missão com propriedade. Em relação ao futuro, ele tem consciência que ainda terá muito a fazer, mas deixa claro que sua grande preocupação é respeitar sua obra e saber o momento exato de passar o bastão. “Não quero passar do meu tempo. Não quero ficar um dia a mais que a minha piada perder a graça”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: